Categorias
f Saúde

Moradores de Paraisópolis serão impactados com cortes do governo federal em isenção fiscal no Programa Einstein na Comunidade

Categorias
Destaque Notícias Saúde

Vaga de Assistente Social no CAPS III Adulto em Paraisópolis

 A Sociedade Beneficente Israelita Albert Einstein está com processo seletivo aberto para vaga de Assistente Social no CAPS III em Paraisópolis.

Atribuições

Dentre as atribuições do profissional estão:

– Realizar atendimento social individual e em grupo aos beneficiários atendidos pela área, executa ações sócio-educativas e identifica as necessidades de intervenção social na comunidade, apoiando o responsável da área social na elaboração, monitoramento e avaliação dos projetos.

Os interessados devem acessar http://www.vagas.com.br/vagas/v1509499/assistente-social-pl-caps-adulto-paraisopolis, saber os requisitos e atribuições e inscrever-se no processo seletivo. O processo ocorre até dia 04 de Junho de 2017.

Categorias
Na Imprensa Saúde

Cansados de descaso, moradores cobram hospital em ‪Paraisópolis‬

Categorias
Saúde

Prefeitura, Sabesp ou morador, quem são os responsáveis por tantos problemas na rede de esgoto em Paraisópolis?

Captura-de-Tela-2014-04-28-às-19.50.24
Em processo de urbanização desde 2005, Paraisópolis já passou por grandes transformações que proporcionaram muitas melhorias aos moradores. Em contrapartida, algumas famílias não têm acesso à rede de esgoto regular, luz elétrica e água encanada, ou seja, não têm saneamento básico, um direito de todo cidadão.

Quem caminha pela comunidade percebe a quantidade de esgotos que correm a céu aberto. Quando chove fica ainda pior. Além de ter seu nível elevado, ultrapassando ruas e calçadas, impedindo que as pessoas caminhem pelo local, o mau cheiro por ali se torna insuportável, isso quando a água não invade as casas.

Questionada quanto aos problemas de esgoto na comunidade, a Sabesp informou que o Sistema de Coleta de Esgotos está implantado em todo arruamento. Segundo a empresa, não existe rede em vielas, passando por baixo de casas ou outro tipo de área particular, e destacou que isso só ocorre quando um morador invade uma área que é utilizada para esta finalidade.

Segundo a empresa, uma das principais causas dos entupimentos é o mau uso do sistema, já que, devido a algumas irregularidades, as águas pluviais de muitas casas são lançadas no esgoto, juntamente com lixo, gordura, brinquedos, garrafas pet e até restos de feira.

Ainda de acordo com a empresa, outro fator que contribui diretamente com danos no sistema são as ligações irregulares de esgoto. Muitos moradores quebram o Poço de Visita (local de vistoria da galeria, chamado também de bueiro) e conectam tubos brancos que lançam todo tipo de material dentro dos esgotos, e quando chove não tem jeito, acabam entupindo.

É importante ressaltar que o saneamento básico na comunidade faz parte do Programa de Urbanização de Paraisópolis. Questionada sobre quem seria o responsável pela destinação correta das águas pluviais, a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) – responsável pelo Programa de Urbanização de Paraisópolis – informou que os serviços de redes de infraestrutura (rede de água, esgoto e drenagem) são feitos pelas construtoras contratadas pela própria secretaria, mas destacou que, devido ao crescimento constante de Paraisópolis, há serviços feitos também pelos próprios moradores, pela Sabesp e pela subprefeitura.

“Nos casos de urbanização, nossos contratos deixam as redes e caixas necessárias para manutenção dos serviços de drenagem e coleta de esgoto, portanto, o serviço está completo”, defendeu Maria Teresa Fedeli – Coordenadora do Programa de Urbanização de Paraisópolis.

A Sabesp destaca que a responsabilidade da destinação correta das águas pluviais é da prefeitura, cujo papel é avaliar e implantar redes de GAP (Galeria de Águas Pluviais). A empresa afirmou ainda que todas as vielas e também algumas ruas não têm GAPs, o que pode ter contribuído para o morador utilizar o sistema de esgotos da Sabesp.

Diante de tantos posicionamentos diferentes, cabe a cada morador tentar fazer sua parte, livrar-se de ligações irregulares e refletir sobre algumas questões básicas: A ligação de esgoto das casas foi feita de forma adequada? Em todas as casas há a caixa de inspeção, conforme determina a Sabesp? Para onde está indo a água da chuva? E a principal delas, o seu lixo está sendo descartado adequadamente para que ele não caia nos esgotos e bocas de lobo da comunidade?

É importante ressaltar que, independente de quem seja a culpa, o maior prejudicado pelo entupimento das redes de esgoto é o morador, que sofre quando a água fétida invade sua casa e muitas vezes enxarca os móveis, causando-lhe inúmeros prejuízos.

Categorias
Cidadania Saúde

Mulheres de 50 a 69 anos poderão fazer exame gratuito de mamografia pelo SUS

Do site do Jornal Espaço do Povo

home-cancer-mamaA partir de março, mulheres paulistas com idades entre 50 a 69 anos poderão fazer exames gratuitos de mamografia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) sem precisar ter o pedido médico em mãos. A medida integra o programa “Mulheres de Peito” da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, tem como objetivo ampliar o acesso aos exames na rede pública e incentivar a detecção precoce do câncer de mama.

Para fazer o exame, basta procurar um posto de saúde e fazer o agendamento. Para mulheres nascidas em anos pares, a previsão é de que a mamografia seja realizada ainda no mês de aniversário ou no máximo em até 45 dias após a solicitação do exame.Já as mulheres que nasceram em ano ímpar poderão fazer o pedido do exame no ano que vem, também no mês do aniversário. O resultado deverá ser retirado na própria UBS em que foi feito o agendamento.

Mulheres nascidas em ano ímpar, mas que estejam há mais de dois anos sem fazer o exame de mamografia também poderão fazer o pedido este ano. Dependendo do resultado do exame, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, de acordo com cada caso.

Categorias
Eventos Notícias Saúde

Associação das Mulheres de Paraisópolis realiza caminhada neste sábado

No próximo sábado, 8 de março, a Associação das Mulheres de Paraisópolis (AMP) realizará a 6ª caminhada em comemoração ao dia internacional da mulher, tendo como bandeira principal este ano “Mulheres na luta, pela construção da Nova Paraisópolis”.

A concentração será às 7h30 em frente a União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP). O percurso será até a Associação das Mulheres de Paraisópolis, localizada a Rua Silveira Sampaio, 309, onde todos serão acolhidos com um belo café da manhã e um show.

convite

Categorias
f Notícias Saúde

Comunidade receberá Operação Cata-Bagulho nesta sexta-feira

Com o objetivo de evitar o descarte irregular de objetos em vias públicas e contribuir com a limpeza da comunidade, nesta sexta-feira, 28, será realizada mais uma operação Cata- Bagulho, que recolhe diversos objetos sem uso, além de eletrodomésticos velhos.

A operação será realizada a partir das 9h, e vai percorrer diversas ruas da comunidade. É importante ressaltar que os objetos devem ser colocados nas calçadas com uma hora de antecedência. Nâo serão recolhidos pneus velhos e entulho. Caso haja necessidade, você pode dirigir-se ao Ecoponto mais próximo e fazer o descarte destes materiais.

Confira abaixo as vias que receberão a operação

Rua: Jeremy Bentnam;
Rua: Tenente João Batista Crespo;
Rua: Albuquerque Lins;
Rua: Viriato Correa, Silveira Sampaio;
Rua: Gal João Pereira de Oliveira;
Rua: Dr. Oscar de Almeida;
Rua: David Pimentel;
Rua: Dr. Carlos de Oliveira Coutinho;
Rua: Dr. Getúlio de Paula Santos;
Rua: Carlos Filinto, Ribeiro Lisboa;
Rua: 31 de Março;
Rua: Oscar S Rocy;
Rua: Angelo Antônio Pássaro;
Rua: Nevada;
Rua: Jaime de A. Paiva;
Rua: Dr. Francisco de Carvalho;
Rua: Dr. Flávio Américo Maurano

Ecoponto Giovani Gronchi
Avenida Giovani Gronchi, 3.413
Horário de atendimento:
Segunda a sábado, das 6h às 22h
Domingos e feriados, das 6h às 18h.

Categorias
f Notícias Saúde

Córregos da cidade – inclusive de Paraisópolis – receberão limpeza essa semana

corrego-paraisopolis-g-20090922Durante esta semana (entre 11 e 16 de março), as equipes das Subprefeituras realizarão limpeza mecânica e manual em córregos de diversas regiões da Capital.

Serviços como a limpeza de margens e remoção de detritos serão realizados nos trechos. Esta ação combate a proliferação de insetos e roedores, que são transmissores de doenças, além de ser uma importante medida de prevenção as enchentes.

Essa limpeza também ocorrerá em Paraisópolis

Zona Sul

Limpeza Manual

Córrego do Brejo (trechos – Rua Rudolf Lutze e Rua Viriato Correa)
Rua Major José Marioto Ferreira

Categorias
f Notícias ONGs Saúde

Atenção comunidade: Programa Einstein realiza hoje (01/10) simulado de catastrofe

O Programa Einstein na Comunidade Paraisopolis – PECP, fará um SIMULADO de catástrofe, cuja intenção é padronizar a assistência a múltiplas vítimas, de forma simultânea. É o nosso primeiro treinamento nos últimos 10 anos e deverá se repetir anualmente daqui para frente. Nesse dia não haverá atendimento no Ambulatório a partir das 13h00.

A idéia é que se faça o atendimento sob observação a fim de corrigir erros e falhas detectadas, com o objetivo maior de oferecer bom atendimento numa situação real.

  • Nesse dia não haverá atendimento médico no Ambulatório do PECP no período da tarde (após 13h00);
  • Uma equipe de atores simulará as vítimas e estarão identificadas;
  • O acidente com a Van ocorrerá nas proximidades das Casas Bahia entre a Rua Ernest Renan x Manuel Antônio Pinto;
  • Membros da comunidade (Atores voluntários) se encarregarão de chamar ajuda no Ambulatório;
  • As vítimas trarão adesivos espalhados pelo corpo informando o tipo de lesão e no peito os sinais vitais;
  • Um médico triagista deverá se dirigir ao local do acidente munido de etiquetas coloridas para identificar as vítimas de acordo com a gravidade e na medida do possível, pranchas de remoção. Também poderá solicitar apoio da equipe do Ambulatório (Médicos Residentes, Assistente Social, Técnico de enfermagem e etc…)
  • Ao identificar a gravidade deverá indicar a remoção da vítima para o Ambulatório.
  • Ao chegar ao Ambulatório, a vítima deverá ser recebida por um técnico de enfermagem que deverá indicar o local para a acomodação do doente conforme classificação feita pelo médico triagista. Essa classificação será sinalizada por cores e os locais para atendimento são: Verde – Recepção; Amarelo – Consultórios; Vermelho – Sala de observação; Preto – Consultório 16 ou sala de imunização);
  • A remoção da vítima será real, e poderá ser a pé ou de ambulância;
Categorias
Calendário Esportes f Saúde

Rede Ativa 2012 ocorrerá dia 31/08 apartir das 8h00 no Programa Einstein