Categorias
Destaque

Moradores de Paraisópolis relatam fraude ao tentar sacar recursos na Caixa Econômica Federal

Moradores de Paraisópolis reclamam que ao tentar sacar recursos financeiros de suas contas, na Caixa Econômica Federal, descobriram que já haviam sido sacadas. A mãe de Nathalia Veloso foi uma das vítimas do fraude que está ocorrendo. Ela foi tentar sacar o seu benefício do Bolsa Família na agência da Caixa Econômica Nova Paraisópolis e percebeu que seu dinheiro já tinha sido retirado.

Esse caso não é o único, outros também foram relatados após a reclamação publicada por Nathalia Veloso em grupo de facebook com moradores de Paraisópolis.

Ao perceber algo anormal em sua conta bancária, a primeira atitude a se tomar é bloquear o cartão, fazer um boletim de ocorrência e ir no banco abrir uma contestação e esperar pela análise, que deve durar 30 dias para ser apurado o ocorrido. Sendo comprovada fraude/clonagem o cliente é ressarcido do valor perdido.

Categorias
Destaque

Atendimento 8075/21 Term. Campo Limpo – Term. Morumbi terá itinerário alterado a partir de sábado

A SPTrans informa que a partir deste sábado, 9 de fevereiro, o atendimento 8075/21 Term. Campo Limpo – Term. Morumbi terá seu itinerário alterado, utilizando o retorno pela Rua Ângelo Colucci com o intuito de oferecer melhores condições para acessibilidade, não desatender os pontos de ônibus e menor percurso para a linha.

Confira abaixo a mudança:


8075/21 Term. Campo Limpo – Term. Morumbi

Ida: normal até a Av. Prof. Francisco Morato, R. Ângelo Colucci, R. Lício Marcondes do Amaral, prosseguindo normal.

Volta: sem alteração.

Para informações sobre itinerários ligue 156.

Assessoria de Imprensa – SPTrans

Categorias
Destaque

IPCA acelera alta a 0,32% em janeiro sob pressão de alimentos

A inflação oficial brasileira acelerou a alta em janeiro devido à pressão dos preços de alimentos, mas ainda permaneceu abaixo do centro da meta do governo em 12 meses, favorecendo a perspectiva de estabilidade dos juros.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou em janeiro alta de 0,32 por cento, depois de subir 0,15 por cento no mês anterior.

Os dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostraram que o resultado é o mais forte em três meses.

Em 12 meses, o IPCA passou a subir assim 3,78 por cento, após ter encerrado 2018 com alta de 3,75 por cento, resultado que ficou abaixo do centro da meta do governo, então de 4,5 por cento.

Para 2019 a meta oficial de inflação do governo é de 4,25 por cento pelo IPCA, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Em janeiro a maior pressão veio do grupo Alimentação e bebidas, que equivale a cerca de um quarto das despesas das famílias e cujos preços passaram a subir 0,90 por cento depois de alta de 0,44 por cento em dezembro.

A alimentação no domicílio avançou 0,97 por cento no mês, resultado principalmente das altas nos preços do feijão-carioca (19,76 por cento), cebola (10,21 por cento), frutas (5,45 por cento) e carnes (0,78 por cento).

“No caso das frutas, é um aumento de demanda comum nos meses mais quentes do ano”, explicou o analista do IBGE Pedro Costa.

As Despesas Pessoais, por sua vez, aceleraram a alta a 0,61 por cento no primeiro mês do ano, de 0,29 por cento em dezembro. Juntos, alimento e despesas pessoais responderam por cerca de 90 por cento do IPCA do mês.

Somente os preços de Vestuário apresentaram deflação em janeiro, de 1,15 por cento, contra alta de 1,14 por cento no mês anterior.

“Se pegarmos os últimos anos, vemos que em dezembro há uma alta nos preços desse grupo, por causa das vendas no Natal, e liquidações em janeiro”, completou Costa.

Mesmo com a pressão maior no início do ano, as perspectivas para a inflação permanecem confortáveis, com as projeções ancoradas e com um ritmo ainda moderado de crescimento econômico e da recuperação do mercado de trabalho no Brasil.

Na quarta-feira, o BC manteve a taxa de juros no seu piso histórico, de 6,5 por cento, e indicou que o quadro para a inflação ficou mais benigno, mas reforçou que vê assimetria no seu balanço de riscos.

Mantendo o tom de cautela, evitou abrir a porta para eventual diminuição da Selic, reforçando a perspectiva de estabilidade dos juros.

A pesquisa Focus realizada semanalmente pelo BC mostra que os economistas consultados veem manutenção da Selic este ano na mínima de 6,5 por cento. Para o IPCA, a projeção é de uma alta acumulada de 3,94 por cento neste ano.

(Fonte: Reuters)

Categorias
Destaque

Atividades físicas e sociais protegem cérebro de danos do Alzheimer

Atividades físicas, sociais e de lazer praticadas por idosos e pacientes com doença de Alzheimer podem ajudar a preservar funções cognitivas e a retardar a perda da memória, mostra novo estudo desenvolvido na Universidade de São Paulo (USP) e na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Os estímulos promovem mudanças morfológicas e funcionais no cérebro, que protegem o órgão de lesões que causam as perdas cognitivas.

A descoberta foi feita por meio de um experimento com camudongos transgênicos, os quais foram alterados geneticamente para ter uma super expressão das placas senis no cérebro. Essas placas são uma das características da doença de Alzheimer. Os animais foram separados em três grupos: os transgênicos que receberiam estímulos, os transgênicos que não receberiam e os animais-controle que não têm a doença.

“Quando eles estavam um pouquinho mais velhos, por volta de 8 a 10 meses, colocamos parte desses animais em um ambiente enriquecido, que é uma caixa com vários brinquedos, e fomos trocando os brinquedos a cada dois dias”, explicou Tânia Viel, professora da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP e coordenadora do projeto.

O experimento durou quatro meses e, após esse período, eles foram submetidos à avaliação de atividade motora, por meio de sensores, e de memória espacial, com um teste chamado labirinto de Barnes. Os resultados mostram que os camudongos transgênicos que foram estimulados com os brinquedos tiveram uma redução de 24,5% no tempo para cumprir o teste do labirinto, na comparação com os animais que não estiveram no ambiente enriquecido.

Também foram analisados os cérebros dos camundongos. Ao verificar as amostras do tecido cerebral, os pesquisadores constataram que os animais transgênicos que passaram pelos estímulos apresentaram uma redução de 69,2% na densidade total de placas senis, em comparação com os que não foram estimulados.

Além da diminuição das placas senis, eles tiveram aumento de uma proteína que ajuda a limpar essa placa. Trata-se do receptor SR-B1, que se expressa na célula micróglia. O receptor faz com que essa célula se ligue às placas e ajude a removê-las. “Os animais-controle, sem a doença, tinham essa proteína que ajuda a limpar a placa, inclusive todo mundo produz essa proteína. Os animais com Alzheimer tiveram uma redução bem grande dessa proteína e os animais do ambiente enriquecido [que tiveram estímulos]estavam parecidos com os animais-controle”, explicou Viel.

A pesquisadora diz que o trabalho comprova hipóteses anteriores e que agora o grupo trabalha para ampliar a verificação em cães e seres humanos. Para isso, será necessário, inicialmente, descobrir marcadores no sangue que apontem a relação com a doença de Alzheimer.

“Em ratos, a gente analisa o cérebro e o sangue para ver se esses biomarcadores estão tanto no cérebro quanto no sangue. Quando a pessoa perde a memória, há algumas proteínas que aumentam no cérebro e outras que diminuem. Nos cães e nos seres humanos, a gente está vendo só no sangue”, justificou. Com a descoberta desses marcadores no sangue, será possível fazer experimentos similares ao do camundongo, com testes motores e de memória, para confirmar ou descartar as alterações em cães e seres humanos após os estímulos.

Para Tânia Viel, como não se sabe qual ser humano desenvolverá a doença, quanto mais aumentar a estimulação na vida dele, melhor vai ser para a proteção do cérebro. “É mudar a própria rotina. Muita gente fala que não teve tempo para fazer outras coisas, mas se a pessoa tiver condições e puder passear no quarteirão, já começa por aí, fazer uma atividade física e uma atividade lúdica, passear com cachorro, com filho, curso de idiomas, de dança. Isso ajuda a preservar o cérebro”, sugere.

O estudo foi publicado na revista Frontiers in Aging Neuroscience e recebeu apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

Categorias
Destaque

Curso aborda biodiversidade do Parque Chácara do Jockey

Áreas ajardinadas e rica fauna silvestre são um dos atrativos do Parque Chácara do Jockey. Atualmente, são registradas 33 espécies de fauna, sendo 29 de aves e 4 de borboletas. Se você quer conhecer mais sobre toda essa biodiversidade, participe do curso Águas do Parque Chácara do Jockey, que acontece nos dias 14, 21 e 28 de fevereiro, sempre às quintas, das 14h às 17h, na sede da Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), ferramenta de educação ambiental da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA).

Com o objetivo de aprofundar temas importantes, como a importância dos parques municipais no conceito da biodiversidade e a conservação dos sistemas hídricos urbanos, a ação é uma iniciativa da UMAPAZ e do Departamento de Parques e Áreas Verdes (DEPAVE) da SVMA e, portanto, é uma atividade validada para os servidores públicos. Entretanto, os munícipes interessados no assunto também podem participar e ainda dá tempo de realizar a inscrição. Basta se atentar ao prazo, que vai até esta sexta (8), e preencher um formulário online.

Também pela internet, é possível consultar a listagem de carreiras contempladas, no caso dos servidores públicos. Ao final do curso, será entregue o certificado de conclusão apenas para os participantes que apresentarem 100% de frequência.

Confira o conteúdo programático:

14 de fevereiro – Aspectos históricos e ambientais da Bacia Hidrográfica do Córrego Pirajuçara e do Parque Chácara Jockey;

21 de fevereiro – Visita técnica monitorada, com uso de ficha técnica elaborada para observação e registro, até o lago e rio existente dentro do Parque Chácara Jockey;

28 de fevereiro – Parques na cidade e a infraestrutura verde como forma de mitigar os efeitos das mudanças climáticas.

SERVIÇO
Curso Águas do Parque Chácara do Jockey
Datas: 14, 21 e 28 de fevereiro (sempre às quintas)
Horário: das 14h às 17h
Local: Av. IV Centenário, 1268 – Parque Ibirapuera

Inscrições para o curso

Categorias
Destaque

Ex-ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira é nomeado presidente da Funasa

O ex-deputado federal e ex-ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira (PTB-RS) foi nomeado para a presidência da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) nesta 4ª feira (6.fev.2019) pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Como presidente da instituição, Nogueira receberá R$ 16.944,90, maior salário entre os cargos comissionados.

A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Eis a íntegra do documento.

A Funasa, vinculada ao Ministério da Saúde, é responsável por promover ações de saneamento e inclusão social.

Ronaldo Nogueira atuou no ministério do Trabalho no governo Temer de maio de 2016 a dezembro de 2017. Tentou se reeleger nas eleição de 2018, mas obteve apenas 62.119 votos.

Ronaldo Nogueira esteve abalado no cargo de ministro após a publicação de uma portaria que alterava pontos da fiscalização e da caracterização de trabalho escravo.

Mesmo com as críticas e com os pedidos de exoneração de entidades civis, foi mantido na pasta por Temer a pedido do seu partido, o PTB.

Pediu demissão do cargo em dezembro de 2017.

(Fonte: Poder360)

Categorias
Destaque

Indicadores do mercado de trabalho da FGV mostram melhora em janeiro

Os dois indicadores de mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) tiveram melhoras de dezembro de 2018 para janeiro deste ano. O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), que busca antecipar tendências futuras com base em entrevistas com consumidores e empresários da indústria e dos serviços, avançou 4,1 pontos.

Com a alta, o indicador chegou a 101,1 pontos em uma escala de zero a 200, o maior patamar desde abril de 2018.

Segundo o economista da FGV Rodolpho Tobler, os resultados positivos nos últimos meses sinalizam uma retomada da recuperação do mercado de trabalho. De acordo com ele, no entanto, é preciso “certa cautela” já que o indicador recuperou apenas pouco mais da metade da queda observada em 2018.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), que busca refletir a percepção dos consumidores sobre a situação do desemprego atual, recuou 4,4 pontos em janeiro. Com isso, o indicador caiu para 94,5 pontos, em uma escala de zero a 200, em que quanto menor o resultado, melhor é a percepção do cidadão. Tobler explica que apesar da queda, o ICD ainda está em patamar elevado.

(Fonte: Agência Brasil)

Categorias
Destaque

Instituto Butantan oferece passeios e atrações para a família

Adultos e crianças que apreciam momentos de diversão e ciência pode encontrar diversas atrações no Instituto Butantan (IB), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde e localizado na zona sul da capital paulista.

Vale destacar que a unidade consiste em um dos maiores centros de pesquisas científicas e biomédicas do mundo e também um espaço de entretenimento, com várias atividades para o público, não apenas ligadas ao universo da biologia.

Com 80 hectares de área verde, o IB comporta um macacário, um parque e quatro museus: Biológico, Microbiologia, Histórico e Museu de Rua. São várias iniciativas para o público infanto-juvenil. Além disso, o local possui o famoso serpentário, onde é possível encontrar cobras até no topo de árvores.

Atividades

Mãe do Guilherme e da Nathália, a analista contábil Renata Palleza avalia que o Museu Biológico é o local preferido dos filhos. “Nós visitamos o Instituto Butantan semestralmente. Eles adoram cobras, serpentes, aranhas e tudo que chama atenção de criança”, ressalta.

O instituto também oferece uma biblioteca, reinaugurada em 2015, com acervo, salas de estudo em grupo e individual equipadas com computadores, projetores e rede wi-fi. “Todas as tardes, venho para fazer minhas tarefas diárias. Gosto de andar pelas áreas verdes e ler meus livros próximo das árvores. Às vezes, nem tenho sensação de que estou em São Paulo”, revela a estudante Mariana Fernandes da Rocha.

Já o Museu de Rua fica instalado na principal alameda da unidade e exibe 42 painéis com textos e imagens sobre as principais atividades e produções da entidade. “A ideia era ter um espaço acessível para todos, que não tivesse distinção de escolaridade e idade. Quem quisesse saber mais sobre o instituto, bastava olhar o Museu de Rua”, explica a coordenadora do Museu Histórico do Butantan, Larissa Foronda.

Pesquisas

Na área de pesquisas biomédicas, a instituição produz 100 milhões de vacinas por ano e é responsável por mais de 50% das doses e soros produzidos no país. As imunizações contra hepatite A e a tríplice acelular (dTPa), por exemplo, foram produzidas pela primeira vez no Brasil pelo Instituto Butantan.

Com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o espaço será um dos quatros produtores mundiais da vacina contra hepatite A e um dos três produtores da vacina contra difteria, tétano e coqueluche.

“O novo laboratório reafirma a missão do Butantan com as pesquisas, inovação, produção e desenvolvimento de produtos, contribuindo com a saúde pública nacional”, enfatiza o professor Dimas Tadeu Covas, diretor do Instituto Butantan.

O parque fica aberto todos os dias, das 7h às 18h, e os museus funcionam de terça-feira a domingo, das 9h às 16h45.

Categorias
Destaque

Cristina Josefa | O que aprendemos com o sofrimento

Todo esse crime trágico e doloroso que colocou parte de Brumadinho num “vale de lama” gera sofrimento em nós. E o sofrimento traz uma desordem dentro da gente. Com ela, o nosso oculto – aliás, um oculto desconhecido –  aflora. Um novo de nós surge e… reagimos.

Quebramos as paredes das nossas resistências. Surge o nosso lado forte que passa a ser quase palpável. Sentimos na pele a dor, que chega a ter som, cheiro, forma e nome. Unimo-nos.

Tornamo-nos irmãos. Vivemos o tão pregado: Ame a todos como a si mesmo. Desapegamos da matéria. Cultivamos a alma. Choramos juntos, abraçados e, aos poucos, vamos nos reerguendo juntos também.

As cicatrizes dividem-se e o sofrer vai sendo amortecido.  Não esqueceremos o fato e nem os laços que foram construídos. A re-construção leva tempo e as relações vão ganhando peso. A dor desestabiliza, choca, cala e, ao mesmo tempo, move, desenvolve, engaja, humaniza.

A empatia sai dos livros e passa a ser praticada. A solidariedade é exercitada em grande escala. A compaixão é vivida nas entranhas. O olhar sensível chora e reage em prol do outro. Damo-nos as mãos e dividimos o luto. Vivemos o amor na prática.

Categorias
Destaque

Reforma da Previdência será aperfeiçoada no Congresso, diz líder

O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), disse hoje (6), após a primeira reunião de líderes partidários da nova legislatura, que a proposta da reforma da Previdência que será enviada pelo governo será aperfeiçoada pelo Parlamento.

Ontem (5), após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ser possível a Casa aprovar a reforma até maio, e o Senado aprová-la em junho ou julho, caso a base aliada esteja articulada.

Segundo Vitor Hugo, Maia esclareceu essa fala durante a reunião de líderes. “Aos moldes do que aconteceu na última legislatura com a PEC [Proposta de Emenda Constitucional] do [ex-presidente Michel] Temer, em maio, ela já estaria pronta para ser votada. Mas isso é uma referência: o prazo do Parlamento vai ser respeitado”, disse o líder.

“É preciso que haja discussões, inclusive para o natural aperfeiçoamento do texto. O governo vai enviar uma proposta em breve. O choque de ideias no Parlamento vai fazer, com toda a certeza, que a proposta seja aperfeiçoada”, acrescentou.

Ainda segundo o líder, o trabalho do governo para aprovar a proposta está sendo feito com muito “cuidado e respeito” aos partidos. “O governo vai prestigiar os líderes e permitir o debate. A gente tem certeza do aperfeiçoamento do texto que será enviado para cá a partir do embate legítimo, cordial, dentro da medida do possível, entre a oposição e o governo”, completou.

Vitor Hugo também informou que Rodrigo Maia deu um prazo de 15 a 20 dias para que haja uma definição da composição das comissões parlamentares permanentes.

Votações

Os líderes decidiram votar, na próxima semana, o projeto de lei 10431/18, de autoria do Poder Executivo, sobre o bloqueio de bens de organizações terroristas, e as três medidas provisórias (MPs) que estão trancando a pauta do Plenário. 

O projeto disciplina a forma de cumprimento de sanções impostas por resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, como a indisponibilidade de ativos de pessoas naturais e jurídicas e de entidades investigadas ou acusadas de terrorismo ou de seu financiamento. A proposta tramita em regime de urgência.

A MP 850 cria a Agência Brasileira de Museus, a MP 852 transfere imóveis do INSS para a União e a 853 reabre adesão ao fundo de pensão dos servidores (Funpresp).

(Fonte: Agência Brasil)