Categorias
Notícias

União dos Moradores de Paraisópolis lança projeto Sextas – culturais em Banca de jornal da comunidade

MPB, violão e violoncelo vão abrilhantar as sextas-feiras de Paraisópolis
Uma banca de jornal vira uma biblioteca infanto-juvenil e mini espaço-cultural na comunidade de Paraisópolis. A “Banca do Futuro – a biblioteca dos sonhos” é um espaço em que o livro é um brinquedo e a leitura, um grande divertimento. Adaptada numa banca de revista, a […]

MPB, violão e violoncelo vão abrilhantar as sextas-feiras de Paraisópolis

Uma banca de jornal vira uma biblioteca infanto-juvenil e mini espaço-cultural na comunidade de Paraisópolis. A “Banca do Futuro – a biblioteca dos sonhos” é um espaço em que o livro é um brinquedo e a leitura, um grande divertimento. Adaptada numa banca de revista, a Banca do Futuro dispõe de um acervo diversificado de livros literários infanto-juvenis, e os leva para onde a criança brinca, transformando o momento da leitura numa brincadeira. Agora, inovando mais uma vez a Banca do Futuro virá palco para apresentações no projeto Sextas – culturais criado pelos próprios moradores da comunidade. O objetivo do projeto é apresentar para moradores de Paraisópolis espetáculos artísticos de qualidade, notadamente nas áreas da música e das artes cênicas. “Todos os artistas da comunidade vão poder se apresentar e os que não são, mas que gostam de levar o seu trabalho “aonde o povo está” estão convidados a se apresentar”, diz Gilson Rodrigues, presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis.

Para a inauguração do projeto sextas – culturais, que acontecerá na próxima sexta-feira, dia 28 de março, às 19 horas, foram convidados os músicos baianos Iran Ribeiro (violão), Ricardo Andrade (violoncelo) e a cantora Silvane Rosa, que incluem em seu repertório músicas dos mais celebrados compositores da MPB, além de algumas peças do maestro brasileiro Heitor Villa-Lobos. Esses músicos, há mais de seis anos se apresentam no Hotel Convento do Carmo, em Salvador, arrancando aplausos e conquistando a admiração das mais exigentes platéias.

A Banca do Futuro está instalada na frente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis e foi viabilizada através de parceria com empresas privadas e O programa de Ação Cultural – PAC, da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo que incentiva projetos na área artístico-cultural.

Paraisópolis é a segunda maior favela do Estado de São Paulo, encravada no bairro do Morumbi, um dos bairros ricos do Brasil, com índices de desenvolvimento comparados aos de bairros europeus. A falta de perspectiva e condições de vida levou Paraisópolis a ser a segunda maior favela de São Paulo e a quinta maior do país.

Por Joildo Santos

Editor do Jornal Espaço do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.