Sujeira irrita no entorno de obra da Perimetral [Paraisópolis/Morumbi]

Sujeira irrita no entorno de obra da Perimetral [Paraisópolis/Morumbi]

De FABIO PAGOTTO – Diário de SP

Entulho acumulado próximo de canteiros da nova avenida do Morumbi incomoda moradores do bairro
As obras da primeira fase da Via Perimetral, nova avenida que cortará o congestionado bairro do Morumbi, na Zona Sul, estão dentro do cronograma, mas o entulho acumulado nos canteiros incomoda os moradores da região. O lixo tem duas origens, de acordo com os vizinhos da obra. A maior parte é de pessoas que jogam móveis usados e outros refugos, mas alguns são gerados pelas desapropriações realizadas pela Prefeitura.
“Há 15 dias derrubaram os barracos que estão no leito da obra. Essa é a quinta vez em seis meses que fazem isso. As tábuas e os restos ficam todos aqui”, reclamou o encanador Antônio Barbosa, de 56 anos, morador do bairro há 28 anos. “Já invadiram e fizeram a favela tudo de novo. Quando a Prefeitura derruba os barracos, tem de fazer a limpeza”, afirmou o encanador.
A diarista Ivanize Augusto, de 33 anos, reclama do lixo jogado durante a madrugada por clandestinos. “Às vezes é tanto que chega a bloquear a rua. Nós temos de enfiar os pés na lama para ir ao trabalho”, relatou Ivanize. Ela usa a Avenida Itapaiúna, parte do projeto da Perimetral, para ir ao trabalho. A Itapaiúna deverá receber asfalto e ser duplicada até abril de 2012, de acordo com a Prefeitura. “Vai ser ótimo para toda a comunidade”, falou Ivanize.
O vigilante João Bernardino, de 55 anos, também acha que o entulho incomoda, mas acredita que a obra é importante para a região. “Se a Prefeitura removesse o lixo, seria perfeito. Eu acho que é fundamental investir em obras para desafogar o trânsito no Morumbi, que está muito ruim”, disse o vigilante.
Remoções/ De acordo com nota da Prefeitura, foram removidas cerca de 400 famílias em obras de urbanização de Paraisópolis, incluindo as que estavam no trajeto da nova avenida.
“As famílias que tiveram de ser removidas da área da Perimetral por conta das obras da via receberão auxílio-aluguel renovável até a entrega da moradia definitiva em Paraisópolis”, afirma a nota da Prefeitura.
Avenida deve ficar pronta em 2012 e vai custar R$ 33 milhões
Segundo a Prefeitura, a Via Perimetral deverá ser inaugurada no primeiro semestre de 2012. De acordo com estimativas da Prefeitura, o novo corredor deverá receber 2,4 mil veículos por hora e desafogar a Avenida Giovanni Gronchi, que atualmente recebe 1,9 mil veículos por hora e sofre com congestionamentos.
A Sehab (Secretaria da Habitação) está construindo a ligação entre a Rua Dr. Flávio Américo Maurano e o CEU Paraisópolis. “Dos 1.470 metros da avenida, já foram executados 700. Com as obras de alargamento, a Avenida Itapaiúna terá duas pistas com três faixas cada e canteiro central” afirmou a Prefeitura por meio de nota.
O alargamento consiste em pavimentação, construção de galerias para drenagem da rua e contenção com muro de gabião (estrutura drenante feita em tela de arame e preenchida com pedras).
No total, para construir a obra, serão desapropriados 32 imóveis, sendo 26 já foram retirados e seis em processo. O custo total da obra da Via Perimetral é de R$ 33 milhões.

Joildo Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.