Linha 17 Ouro no Morumbi já! Precisamos e queremos o monotrilho na Zona Sul!

Linha 17 Ouro no Morumbi já! Precisamos e queremos o monotrilho na Zona Sul!

+ O monotrilho transportará 500.000 pessoas por dia;
+ A região será atendida pelas Linhas 5 (estação Giovanni Gronchi); 4 (SP-Morumbi; Vl. Sônia e Jd Jussara) e 17 (Panamby; Paraisópolis; Américo Maurano, Estádio Morumbi).
+ Com as três linhas, poucos locais do Morumbi/V.Andrade/V.Sônia ficarão a menos de 2 km de distância de uma estação de Metrô;
+ Monotrilho nos dará acesso ao aeroporto de Congonhas e Avenida Paulista em cerca de quinze minutos;
+ A obra do monotrilho causa menos impacto do que o metrô subterrâneo, que desapropria áreas enormes. Quem não se lembra do acidente na estação Pinheiros da linha 4? Da interdição da Praça da República?
+ Junto com o monotrilho teremos uma ciclovia e mais iluminação.;
+ Não é minhocão, pois é vazado. Haverá um trabalho paisagístico e em poucos anos estará pronto, pondo fim ao sacrifício que é sair da região, seja de ônibus, seja de carro;
+ Não há outro projeto de mobilidade para a região. Ainda que houvesse algum projeto de metrô subterrâneo, o tempo entre projeto e obras é de mais de 20 anos, ou seja, na melhor das hipóteses, haveria uma nova linha entre 2030 e 2040;
+ É utilizado com sucesso em diversos países, como a China, que está implantando dezenas de quilômetros, Japão, Estados Unidos, Malásia, Índia e Dubai, entre outros;
+ Proporcionará a construção de avenida e acesso da Marginal Pinheiros ao Panamby, na altura do Hipermercado Extra, a aceleração da urbanização de Paraisópolis e abertura da Avenida Perimetral entre a Rua Francisco Tomaz de Carvalho (ladeirão) e o Estádio do Morumbi, desafogando a avenida Giovanni Gronchi;
+ Não há agressão ao meio ambiente, as árvores removidas são replantadas;
+ Quase não haverá interferência na paisagem: a linha passará pelo cemitério do Morumbi, por Paraisópolis, atrás do Colégio Porto Seguro, onde há um córrego abandonado e pela Avenida Jorge João Saad, que será revitalizada com a obra. Algumas casas de alto padrão serão desapropriadas para uma obra que beneficiará milhões de paulistanos;
+ Em caso de pane é fácil e seguro, pois há plataforma lateral ao trilho, onde se pode caminhar com toda a segurança, assim como no modal subterrâneo;
Convidamos quem é contra o monotrilho no Morumbi a, durante apenas uma semana, ir ao trabalho às 7h, de ônibus, em Paraisópolis ou na Giovanni Gronchi, depois vamos conferir a sua opinião.
POR TUDO ISSO, QUEREMOS O MONOTRILHO JÁ, COM SUA OBRA ACELERADA PARA SUA ENTREGA E INAUGURAÇÃO EM 2013!

CONVIDAMOS TODOS A PARTICIPAR CONOSCO NA AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE SERÁ REALIZADA NESTA QUINTA-FEIRA, DIA 31/05, ÀS 18 HORAS, NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA NA AVENIDA PEDRO ALVARES CABRAL, 201- PQ. DO IBIRAPUERA.

Joildo Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.