Prêmio pelo projeto da Escola de Música do Grotão é entregue no CEU Paraisópolis

Prêmio pelo projeto da Escola de Música do Grotão é entregue no CEU Paraisópolis

De Espaço do Povo, com informações da Assessoria de Imprensa da Holcim Foundation.
A “Escola de Música do Grotão” na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, foi selecionada para receber o prêmio Global Holcim Awards Silver 2012, entre mais de 6.000 competidores em todo o mundo. A entrega do prêmio foi feita hoje no CEU Paraisópolis e incluiu as presenças de Gilberto Kassab, Prefeito de São Paulo; Elisabete França, Secretária Adjunta da Secretaría de Habitação de São Paulo; e Joildo Santos, representando a comunidade. O projeto internacionalmente aclamado amplia a sustentabilidade para além do gerenciamento de recursos naturais e ao âmbito da sustentabilidade social.
O Global Holcim Awards Silver 2012 foi entregue para os arquitetos Alfredo Brillembourg (Venezuela/Suíça), Hubert Klumpner (Áustria/Suíça) e sua equipe de design multinacional do Urban-ThinkTank (U-TT), Brasil, por um Centro de infraestrutura cívica e de recuperação urbana (Urban remediation and civic infrastructure hub) Escola de Música do Grotão. O projeto incluirá um terraço público com áreas para agricultura urbana, um sistema de gerenciamento de água, um anfiteatro público, uma escola de música, uma pequena sala de concertos, instalações esportivas, espaços públicos e infraestrutura de transportes. Esse projeto prevenirá a erosão e perigosos deslizamentos de terra nas ladeiras íngremes e oferecerá infraestrutura social e cultural.
O projeto foi elogiado por seu conceito unificador, instalações culturais especiais, qualidade arquitetônica e envolvimento integrado da comunidade local em uma abordagem de planejamento e gerenciamento socialmente inclusiva. Aaron Betsky (EUA), Diretor do Museu de Arte de Cincinnati e representante do júri do Global Holcim Awards, explicou como o centro de infraestrutura abordaria os desafios ambientais. “A estrutura do projeto retém e estabiliza a topografia desafiadora da área, criando uma ilha verde em um terraço público”, declarou.
O CEO da Holcim, Bernard Fontana (Suíça), parabenizou os vencedores do prêmio pela aplicação de qualidade arquitetônica e conscientização contextual ao projeto. “Nós consideramos a sustentabilidade não como um desafio técnico, mas como uma atitude profissional de todos os profissionais da construção civil, o que conduz a uma maior qualidade de vida – em países em desenvolvimento, economias emergentes e nações industrializadas,” declarou.
Alfredo Brillembourg e Hubert Klumpner apresentaram seu projeto vencedor para aproximadamente 200 participantes, e explicaram a interligação entre os vários elementos do conceito de recuperação urbana. “Precisamos das instalações esportivas, para que as crianças mais velhas tenham um motivo para trazer seus irmãos mais novos para as aulas de música,” explicaram.
O projeto visa contribuir para a formação de um ambiente socialmente viável ao oferecer um espaço público para o engajamento produtivo da comunidade, o que gerará melhores oportunidades para os muitos habitantes da favela. Na fase regional do Holcim Awards 2011, esse projeto ganhou o ouro para a América Latina e foi, com isso, qualificado para a competição Global Holcim Awards.
A cerimônia de entrega do prêmio foi sediada pela Holcim Brasil e incluiu entretenimento musical com a Orquestra Filarmônica de Paraisópolis e uma performance do Ballet Paraisópolis – ambos se beneficiarão do novo centro de infraestrutura cívica, onde poderão utilizar espaços estabelecidos e reservados para suas atividades de forma permanente. Os méritos do projeto, no entanto, vão ainda mais longe, como destacado nos discursos de Joildo Santos (União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis), Marcelo Takaoka (CBCS), Paulo Simão (CBIC), Elisabete França (SEHAB), o Prefeito Gilberto Kassab e Otmar Hübscher (Holcim Brasil).

Joildo Santos – Presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis

“Agradeço aos arquitetos da Urban pelo projeto à altura da comunidade de Paraisópolis que será ocupado por projetos tão importantes para nossa juventude, além da Bete França, Maria Teresa Diniz e do prefeito Kassab por terem aberto o dialogo com a comunidade e possibilitado que hoje tenhamos um programa de urbanização que busca atuar em sintonia com a comunidade.”, disse Joildo Santos – Presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis.
Na cerimônia a Secretária Adjunta da Habitação, Bete França, respondeu ao questionamento do presidente da União dos Moradores sobre prazo para a obra estar entregue, segundo a secretária a obra iniciará em Outubro desse ano e tem uma duração prevista de 12 a 15 meses.
[nggallery id=36]

Joildo Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.