Paraisópolis forma jovens para agirem na transformação social

Intuito é alertar contra os malefícios provocados pela violência e drogas
Será no próximo dia 15 de novembro, sábado, às 19 horas, na sede da Associação Crescer Sempre, o lançamento do projeto de Capacitação de Jovens na prevenção às Violências e ao uso abusivo de Álcool entre outras Drogas. Com a organização do Congresso Nacional Afro Brasileiro, Ministério da Saúde e a União dos Moradores de Paraisópolis, o objetivo é instruir pessoas, entre a faixa etária de 16 e 25 anos, residentes em áreas carentes da Cidade de São Paulo e do Distrito Federal para atuarem como agentes de transformação na prevenção às violências urbanas e uso abusivo de álcool e drogas nas comunidades em que moram. Em Paraisópolis, por exemplo, 42 jovens serão beneficiados e participarão das oficinas durante 8 meses.
O consumo de álcool é hoje um dos mais graves problemas de saúde e segurança pública do Brasil. Dados estatísticos do Movimento Propaganda Sem Bebida, liderado Uniad (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, da Universidade Federal de São Paulo – EPM/Unifesp) e pelo Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), apontam que o álcool provoca 60% dos acidentes de trânsito e é detectado em 70% dos laudos cadavéricos de mortes violentas. A pesquisa indica também que mais de 10% de todos os casos de adoecimento e morte no país são decorrentes do uso abusivo da bebida.
Os índices são preocupantes em relação aos menores de idade. O levantamento aponta que 65% dos estudantes de 1º e 2º grau são induzidos à ingestão precoce. Segundo, outra investigação da Unifesp, os jovens estão bebendo cada vez mais cedo. Adolescentes entre 14 e 17 anos afirmam ter começado a beber, em média, aos 13 anos e nove meses, enquanto adultos entre 18 e 25 anos começaram com 15 anos e três meses. 35% dos adolescentes bebem pelo menos uma vez por ano, e 16%, em excesso. O levantamento foi feito em 143 cidades, entre novembro de 2005 e abril de 2006, e 3007 pessoas foram ouvidas.
A bebida está ligada ao abandono de crianças, aos homicídios, delinqüência, violência doméstica, abusos sexuais, acidentes e mortes prematuras. Entre as principais doenças estão: intoxicações agudas, coma alcoólico, pancreatite, cirrose hepática, câncer em vários órgãos, hipertensão arterial, doenças do coração, acidente vascular cerebral, má formação do feto, doenças sexualmente transmissíveis, Aids e gravidez indesejada. Impõem prejuízos incalculáveis, atendimentos em pronto-socorros, internações psiquiátricas, faltas no trabalho, além dos custos humanos, como a diminuição da qualidade de vida dos usuários e de familiares.

Lançamento do projeto de Capacitação de Jovens na prevenção às Violências e ao uso abusivo de Álcool entre outras Drogas
Local: Sede da Associação Crescer Sempre
Rua Pasquale Gallupi, 940 – Paraisópolis
Horário: 19h

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://layar.iium.edu.my/wp-content/uploads/