Paraisópolis ganha Complexo de Saúde


Do Site da Prefeitura de São Paulo

UBS, CAPS Adulto e AMA 24 horas beneficiarão 72 mil pessoas da região
O prefeito de São Paulo inaugurou na manhã deste sábado (17) o Complexo de Saúde Paraisópolis, na Zona Sul. A comunidade passa a contar com a terceira Unidade Básica de Saúde (UBS), o terceiro Centro de Apoio Psicossocial Adulto (CAPS) e Assistência Médica Ambulatorial (AMA) 24 horas. Os novos equipamentos beneficiarão 72 mil moradores da comunidade e do entorno.
“Estas três novas unidades de saúde vão melhorar de maneira significativa a qualidade de vida das pessoas que aqui moram. São dezenas de novos equipamentos entregues à comunidade ao longo dos últimos anos, como escolas, creches, CEUs, UBS, avenidas. Que possamos continuar fazendo mais pelas pessoas de Paraisópolis”, destacou o prefeito.
Localizado à Rua Silveira Sampaio, nº 160, o complexo oferecerá diversos tipos de acolhimento. A AMA 24 horas, por exemplo, terá capacidade para 18 mil atendimentos por mês, sem a necessidade de agendamento de consulta. A AMA presta atendimentos de média e baixa complexidade, com atendimento em pediatria e clínica médica, e encaminha para a UBS os casos que necessitem de acompanhamento, já com consulta agendada. Com essa nova unidade, o município passa a ter 117 AMAs.
Parte do complexo, a UBS Paraisópolis III, a 440ª unidade do município, possui cinco equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) formadas por médicos generalistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários de saúde, além de equipes de saúde bucal. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, com capacidade para realizar mensalmente 2 mil consultas médicas, mil consultas de enfermagem e 5 mil visitas domiciliares, feitas por agentes comunitários de saúde, além de 700 consultas odontológicas.
A região já conta com a UBS Paraisópolis I, que tem sete equipes de ESF completas, capazes de atender 7 mil famílias, e a UBS Paraisópolis II, que tem seis equipes de Saúde da Família e presta assistência direta a 6 mil famílias. Com isso, o território ficou 100% coberto, com 18 equipes de ESF. Além de oferecer consultas médicas e atendimento de enfermagem, as UBS realizam outros serviços, entre eles: vacinação, curativos, medição local, coleta de exames laboratoriais, entre outros. Oferecem ainda todos os serviços programáticos, como Remédio em casa, Automonitoramento Glicêmico e Mãe Paulistana.
CAPS III Adulto Paraisópolis
Desde o dia 29 de novembro, quem precisa de tratamento para casos de transtornos mentais severos e persistentes pode procurar o CAPS III Adulto Paraisópolis. Com capacidade para prestar 3 mil atendimentos por mês, o equipamento oferece tratamento psiquiátrico, psicólogo, fonoaudiólogo, terapia ocupacional e atividades comunitárias, que visam integrar o paciente ao convívio familiar e social. Os leitos do CAPS III funcionam 24 horas e possibilitam que pacientes passem a noite na unidade no caso de avaliada a necessidade pelos profissionais garantindo, assim, a efetividade do tratamento. O CAPS III Paraisópolis é o 70º em funcionamento – somando CAPS adultos, infantis e álcool e drogas – e a 28ª unidade adulta da capital.
Outros equipamentos
A região também conta com 28 UBS, quatro AMAs, uma AMA Especialidades, um CAPS Adulto, dois Centros de Convivência e Cooperativa (CECCO), um Serviço de Atendimento Especializado (SAE) DST/AIDS, um Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) DST/AIDS, um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e uma Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS). O hospital Dr. Fernando Mauro Pires da Rocha (Campo Limpo) é referência para casos mais graves.
Durante a entrega do Complexo de Saúde Paraisópolis, o secretário de Saúde do município destacou os avanços da saúde em São Paulo. “Com esses serviços de saúde que entregamos hoje, atingimos a marca de 912 equipamentos da Secretaria Municipal de Saúde. São 367 novos equipamentos entregues na atual gestão, desde 2005. Isso mostra que a saúde é uma prioridade efetiva. Essas novas unidades certamente vão melhorar bastante a condição de saúde e de vida da população de Paraisópolis e do entorno”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://layar.iium.edu.my/wp-content/uploads/